Arrival - Filme (Crítica)
Postado por Carol Capel, no dia 13 November 2016
Olá galera, tudo bem?

Ontem fui assistir ao filme Arrival que lançou nos EUA na sexta-feira dia 11 de novembro, estava muito ansiosa para ver esse filme. O filme é considerado ficção para muitos, mas para mim não, é uma realidade que não está ou não chegou na cabeça de todo mundo por isso o chamam de ficção!


Sem dar muito Spoiler o filme é um dos melhores na categoria "extraterreste" que eu já assisti, ele envolve um paradoxo entre a nossa relação atual com o tempo, um pouco de metafísica e principalmente um pensamento filosófico elaborado. 



O filme começa mostrando a vida de uma professora de faculdade especializada em tradução, uma vida normal, de uma moça que teve uma filha sozinha, sendo mãe solteira cuido de sua filha a vida toda até que filha adoece e morre. Não posso contar o que acontece em diante se não vou estragar a graça de quem for assistir, mas o final é surpreendente e totalmente diferente do que você imagina. 

Na metade do filme eu estava: Pouts que bosta!
Porque odeio ETs feios e o cinema sempre mostra ETs com uma imagem assustadora, verdadeiros monstros e eu odeio isso. Porque ET tem que ser feio? Só nós humanos podemos ser bonitos?
Tem muita coisa não-humana por aí que é muito mais bonito (por dentro e por fora) do que muita gente que eu conheço. Eu hein!

O dia que algum diretor de cinema fizer um ET bonito me chama que eu quero ver o filme. Porque está difícil viu! =(

Mas pra mim o que me impressionou mais foi a forma como o tempo foi tratado, foi exatamente como eu o vejo. Nós vemos o tempo como linear: Passado, Presente e Futuro sempre nessa ordem e por que? Porque fomos criados assim, para enxergar o tempo dessa forma, quando nem sempre isso é real. 

Eu me identifiquei muito com o filme mas não posso revelar os reais motivos, poucas pessoas aceitariam e isso não é 100% ruim, é bom que existam pessoas com consciência de ervilha para que aqueles que realmente são iluminados se sobressaiam perante a multidão. Afinal o que seriam dos gênios se os inúteis não existissem?



E eu vi alguns vídeos no Youtube dizendo que esse filme propaga a mensagem do anti-cristo. Sério que tem gente que acredita nisso? Sério que tem gente que perde tempo fazendo vídeo procurando informações pra provar a existência do demônio através de um filme? Ora me poupem! O problema não está na intolerância religiosa, o problema está na falta de cérebro, neurônios e conexões nervosas das pessoas...

Se você acredita em Deus e nunca viu Deus, como você pode ter tanta certeza que ele existe? Se você acredita no Demônio e nunca viu o Demônio como é que você pode ter tanta certeza que ele existe? Mesma coisa os ETs, se você pode acreditar em algo que não existe, eu também posso acreditar em ETs. =D

Corre pro cinema assistir o filme que está muito bom! 

Beijos
Carol