Fala Aí Carol - Porque eu BRIGUEI COM O SEA WORLD?
Postado por Carol Capel, no dia 28 July 2016
Preparem-se! Cenas fortes nesse post.

_ Carol você brigou com o Sea World?
_ Sim, briguei!


Okay, não exatamente com o Sea World, mas sim com a galera que faz a assessoria de imprensa do Sea World no Brasil, a representação deles, que no caso é a mesma coisa. Senta que lá vem história, vou contar tudo, em detalhes, pensei até em fazer um vídeo sobre isso, mas sei que um post escrito será mais fiel, pois aqui eu posso postar até os e-mails que trocamos. No final vou fazer um "Perguntas e Respostas" para eventuais dúvidas. 

No comecinho desse ano de 2016, mais precisamente em Março, recebi um press release (pra quem não sabe o que é isso, é uma matéria escrita que as assessorias de imprensa enviam para quem tem algum veículo de comunicação, no caso eu tenho esse blog, por isso recebo esse tipo de e-mail), recebi um press do Sea World dizendo que a partir daquele dia seriam encerradas as reproduções em cativeiro das baleias do parque. Quando uma empresa me manda um press release eles querem que eu divulgue aquela informação, é por isso que eles me mandam. Eu imediatamente resolvi escrever um post relacionado a esse assunto, esse post fala sobre meu sentimento com relação às baleias em cativeiro. Você pode ler esse post clicando AQUI

Passados uns 15 dias dessa minha postagem que atingiu no primeiro dia mais de 12 mil pessoas, eu recebo o seguinte e-mail da assessoria de imprensa do parque, a assessoria do Brasil. 

(Vou copiar e colar o e-mail na íntegra aqui)

De: NOME CENSURADO@ALGUMACOISA.com.br] 
Enviada em: quinta-feira, 14 de abril de 2016 14:20
Para: 'Caroline Capel' <caroline.capel@hotmail.com>
Cc: 'NOME CENSURADO@ALGUMACOISA.com.br>
Assunto: Informações sobre SeaWorld
Olá Carol, boa tarde!
Tomei a liberdade em lhe enviar esse e-mail, já que coincidentemente conversamos semana passada sobre a possibilidade da sua participação na inauguração da nova atração do SeaWorld.
Tivemos conhecimento da sua opinião sobre os nossos parques por meio de um post em seu blog sobre os parques com animais, e ficamos bastante surpresos em saber que não concorda com o trabalho que realizamos.
Sabendo da sua preocupação com o bem estar dos animais e seu amor pela vida selvagem, achei que teria interesse em conhecer um pouco dos cuidados que temos com os animais e os inúmeros trabalhos que realizamos em prol da vida selvagem há mais de 50 anos, e por isso compartilho os documentos anexos.
Atenciosamente
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Ao ler esse e-mail, essa tentativa de chantagem barata de: RETIRE O POST, ou eu não te convido para a abertura da montanha-russa X, eu rapidamente respondi indignada:


RES: Informações sobre SeaWorld




14/04/2016



Para: 'pessoas censuradas'

Olá NOME CENSURADO, boa tarde. Tudo bem?
Não adianta você me mandar arquivos falando sobre o trabalho do Sea World. Eu sei muito bem, leio sempre, sigo a Fundação deles no Facebook. Não foi um desabafo infundado e sem informações, sou bem informada de várias coisas. Principalmente quando o assunto é Orlando.
Sei bem de tudo isso e reconheço trabalho de conservação que o Sea World faz. Sempre reconheci. Inclusive tem vários vídeos meus no Sea World, váááários, tantos que você nem teria paciência de assistir, creio eu. Nesses vídeos eu sempre enalto o lado bom do Sea World. Assim como quando eu vou no Animal Kingdom da Disney eu enalto o lado bom do AK, que é a beleza, as atrações, a segurança e todas as que nós sabemos.
Mas uma coisa que não vai mudar em mim é o que eu sinto. Você já teve a sensação de estar de frente para uma pessoa triste, essa pessoa não te fala que está triste, mas você sabe que ela está triste. Inexplicavelmente.
Exatamente.
O fato do SW ou de qualquer outro parque, aquário, etc ter um fundo de conservação ou um trabalho de conservação do meio ambiente não dá o direito de manter NENHUMA criatura em cativeiro contra a vontade. Mas essa é a minha humilde opinião, e meu blog, assim como meu canal e todas as minhas plataformas sociais refletem a minha opinião mas somente a opinião, como também meus sentimentos em relação as coisas, que para mim são mais importantes que qualquer opinião.
Não é que eu não concorde com o trabalho do SW ou de qualquer outro parque, mas eu tenho meus “concerns” com relação ao trabalho do parque, assim como tenho de outros parques, lojas, marcas e etc. Eu reconheço o que eu entendo como lado bom e acho ruim o lado que eu acho que tenho que achar ruim. Ler artigos sobre o parque e o fundo de conservação não mudam o que eu sinto.
Também entendo que isso é um negócio e você na posição de funcionária deve comprar o produto interno e tentar defender todas as ameaças que aparecem contra o SW. Isso é normal. Eu trabalhei para a Globo e não concordei com o produto interno, por isso pedi as contas. Cada um tem seus valores, valores não podem ser moldados por notícias e artigos. Você tem seus valores, o SW tem os valores dele e eu tenho os meus.
Tento sempre passar para o meu público não somente o lado turístico da cidade de Orlando, meu canal e blog não tinham o intuito de virar uma revista de Orlando, aconteceu, devido a minha presença física aqui. Mas antes de mais nada, o canal leva meu nome e fala de mim. Como pessoa, como jornalista da cidade, como ser humano e acima de tudo como pessoa de opinião. A nossa sociedade brasileira é tão medíocre não é mesmo? Damos para eles o novelão pão e circo e eles querem mais. Minha proposta não é ser mais um novelão pão e circo da sociedade. E sim criar cabeças pensantes e questionantes.  
Eu podia ficar meia hora escrevendo aqui, mas tem uma frase que resume tudo o que eu quero dizer:
“Lots of people talk to animals... Not very many listen, though... That´s the problem – Benjamin Hoff – The Tao of Pooh
Em todo caso, espero que esse post não seja um impasse para que eu continue a enaltecer o lado bom do SW.
Porque se for, realmente o ego do ser humano é maior do que eu imagino.
Obrigada,
Carol Capel
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Vocês podem imaginar que eu tenha recebido 10 respostas né?
Mas não!
Eu não recebi NENHUMA RESPOSTA. 

Eu sinceramente estava esperando que essa pessoa me respondesse. Pelo menos que ela falasse sinceramente comigo: Sim, isso é um impasse para que você vá mostrar a montanha-russa nova! Acho que seria mais bonito, mais sincero, mais digno. 

Eu não entendo qual é o POBREMA que as pessoas tem em falar não. Não é tão simples de ser dito, mas as pessoas preferem se omitir, te ignorar ao invés de te falar um não! Não seria muito mais bonito se a pessoa tivesse dito: Caroline, já que você não concorda com isso, te tiro do time de mídia Brasil do Sea World, o que pra mim também não faria nenhuma diferença, pois eu nunca havia sido convidada para porcaria nenhuma lá. Todas as vezes que fui ou paguei ou consegui o ingresso com parceiros. 

Ninguém é obrigado a concordar com o ponto de vista de ninguém, o SW ou a assessoria brasileira do SW não é obrigado a concordar com absolutamente nada que eu penso. Mas, do mesmo jeito que eu sempre dei respaldo de tudo o que eu faço, eu merecia um não, por parte do SW. Merecia a verdade e não ser ignorada. 

Bom, já deu para perceber que eles são mestres em ignorar as coisas, ignoram até mesmo uma baleia que chora num tanque abandonado pois acaba de ser separada de seu filhote não é mesmo? Quem dirá meu e-mail. Um local que não tem respeito pelos animais dificilmente terá respeito pelos humanos e vice e versa. 

Pra mim, bastava que eles tivessem respeito pelos animais, mesmo que eles não tivessem por mim. Acho que isso já seria o suficiente não é mesmo. 

Sinceramente, eu acredito que esse seja um posicionamento do povo da assessoria do Brasil e que essa questão nem tenha chegado aos "ouvidos" da administração geral em Orlando. Aprendi a duras penas que brasileiro tem o rei na barriga e adoram desfazer de quem está abaixo deles. Enfim, dito isso não espero mais nada mesmo. 

De fato eu fiquei bastante preocupada, como diria minha mãe, dormi na antena de preocupação. Pois como eu disse ali em cima, eles achavam que estavam me fazendo um favor em me mandar press release por e-mail. E de fato tenho a impressão que eles realmente acreditam que me faziam um favor em me mandar algo que eu facilmente poderia encontrar na internet fazendo uma pesquisa de 2 segundos. Mas esse não é o ponto. Vou chegar onde eu quero!

Bom, mas a melhor parte vem agora. 

Como será que a assessoria do Sea World chegou ao meu post? Vocês acham mesmo que eles ficam acompanhando todo e qualquer bloguinho que fala de Orlando?

Óbvio que não! Sei de fofoca, sim de fofoca (que vergonha), tenho vergonha disso, mas é verdade. Soube por meio de fofoca que Blogão (não é bloguinho não filhos, é BLOGÃO) de DIRRNEY foi fazer fofoquinha sobre meu post para a assessoria do SW! Bom, parece que essa cultura da fofoca existe mesmo né? Pensei que era coisa de novela. 

A pessoa que falou: Olha Sea World, que absurrrrrdo o post dela, contou pra outra pessoa "se achando" a última Oreo de Red Velvet do pacote, achando que podia confiar na pessoa para quem contou e olha só, parece que não existem mais pessoas confiáveis nesse mundo não é meixmo? 

Anyway, o Blogão de Dirrrney aí deve estar realmente preocupado com o fato de meu BROGUINHO de Dirrrrney fazer sucesso não é meixmo? 

"vamos tentar frear ela antes que ela avance." Palavras do Blogão. 

Blogão: CAGUEI pra vocês! 
Graças a Deus eu sempre tive dinheiro para comprar as coisas que quis. E eu banco meu canal no Youtube que modéstia a parte é maior que o seu mesmo com toda a sua pose de BROGÃO! Se eu precisar ir em algum lugar eu pago. Criei meu canal pra mim, por realização pessoal, e não preciso mendigar ingresso de $75 dólares, ora me poupe. Seria cômico se não fosse trágico. 

E a cultura da fofoca não para por aí não pessoas, aposto que esse post aqui chegará hoje mesmo aos ouvidos do SW! Pelo mesmo canal: fofoca! Que triste!

Mas ainda não acabou!

Vocês sabiam que hoje em dia é bem difícil saber quem chamar de amigo?
Hoje em dia amigos vem e vão, como se fosse o vento que trouxe!

Vocês sabiam que depois desse meu post sobre as baleias e depois dessa troca de e-mails com a assessoria de imprensa do Sea World pessoas que se diziam amigos se afastaram de mim? 

_ Nossa Carol! Como assim? Por quê? 

Simples! Eu explico!
Porque a rede de fofoca daqui é algo realmente muito complexo, é quase que um fractal de tão complexo. Um conta pro outro, que conta pro outro, que conta pro outro... vixe, me perdi!

E em resumo, as pessoas BROGUEIRINHAS se afastaram de mim porque ficaram com medo que o Sea World descobrisse que somos amigos, e consequentemente, proibissem que eles entrassem de graça no parque também. 

Vejam só, parece que a vida é apenas uma cópia da quarta série do ensino fundamental. Quando eu era criança na minha escolinha de Barbacena, se um coleguinha tirava nota baixa, naturalmente os outros aluninhos da sala deixavam de falar com ele, porque ele era uma má influência e se a professora percebesse.... xiiiiii! 

Que coisa não!

Contei toda essa história para chegar num ponto bem interessante. 

Essa história, assim como algumas outras que passam pela minha vida todo dia, sempre me ensinam algo. Algo que eu levo pra vida e gostaria de dividir com vocês porque sei que algumas pessoas se inspiram nas coisas que eu falo e aprendem bastante com isso. Vejamos os pontos de aprendizado:

1- Nada vale mais na vida que o EGO. 

Ego é tudo! Aprendi isso. Mais vale você falar para todo mundo que é CONVIDADO para ir ao evento de lançamento da montanha-russa XYZ do que ter pensamento crítico sobre as coisas. As pessoas que se afastaram de mim têm medo de perder o glamour de um convite, um convite regado de ego. Um convite que eu mesma consegui para a pessoa. 
SIIIIIM, esqueci de contar isso! O broguinho em questão, só é convidado pelo SW para eventos, porque eu mandei e-mail para essa mesma fulana com quem eu tretei há algum tempo atrás dizendo:
Olá fulana, por favor, se possível inclua o broguinho X nos seus contatos de mídia. Obrigada. De nada!
E isso nos leva ao ponto de aprendizado 2.

2- Pessoas são traiçoeiras.

Confie sempre no seu cachorro, apenas...

3- Inveja existe, é real!

Bora tomar muito banho de sal-grosso para nos defender disso. Me chamem de macumbeira, de anti-cristo, de qualquer coisa. Mas aqui em casa tem que ser na base da arruda. Além do pensamento urucubaquento, também existe o momento do: tentarei te prejudicar, pois você está se sobressaindo muito!

4- Quando fizeres algo, preze para que não sejais melhor que alguém 

Pois ser melhor é representar uma ameaça à sociedade. Cuidado!

E por último, mas não menos importante

5- Empresas apenas visam lucro e foda-se o bem-estar de qualquer criatura, seja ela planta, bicho ou homi! 





Elaborei aqui um FAQ das possíveis perguntas que talvez passarão pela cabeça de vocês!

1- Carol, se isso aconteceu em março, porque só agora resolveu falar sobre o assunto?
R: Porque só agora me sinto confortável para falar sobre o assunto. 

2- Carol, por que você resolveu postar esse assunto tão pesado aqui no seu blog, sendo que esse é um lugar de diversão, onde as pessoas procuram alternativas para se divertirem?
R: Porque há algum tempo, eu venho tentando mudar o foco do meu canal e blog, não apenas falando de turismo, mas também falando das coisas que eu gosto de falar. Esse é um dos motivos. Outro motivo é que eu sempre gosto de ser muito transparente com meus leitores, afinal de contas, giram por dia por aqui mais de 30 mil pessoas, gosto também de criar um pensamento crítico na cabeça das pessoas, não apenas de produzir zumbis. A internet já tem bastante conteúdo inútil, não quero que aqui seja mais um inutilia locus. Gosto de criar tópicos e gerar informação que criem impacto e que faça com que as pessoas saiam de suas zonas de conforto e realmente pensem e reflitam sobre algum determinado assunto. Assunto esse que eu acredite, claro. 

3- Carol, se você não se sente bem no Sea World, por que o Orlando Por Conta da Carol teve um episódio lá?
R: Como falei nos e-mails que troquei com o SW, é um parque muito bonito e tem montanhas-russas incríveis, além da organização, limpeza e segurança que são impecáveis. Isso não quer dizer que eu concorde com a exploração de animais. Quis levar o Barney lá pois é uma atração turística da cidade assim como todas as outras, e achei que, embora eu não goste, ele tinha todo o direito de conhecer. 

4- Carol, você sabia que só de ter ido lá você está ajudando indiretamente o parque a se manter e é conivente a tudo isso?
R: Sim, eu sei. Mas nós somos indiretamente coniventes a muitas coisas mesmo sem saber. Por exemplo ao comprar roupas de marcas como Nike e Zara, você está sendo conivente com o trabalho infantil escravo em países subdesenvolvidos, você vai deixar de comprar por isso? Não!
E volto a reforçar que eu gosto do SW, acho um lugar bonito. Apenas fico triste pois sou uma pessoa muito sensível e sinto a energia dos animais. Mas isso é assunto para outra conversa. 

Espero ter esclarecido todas as dúvidas de vocês e se alguém tiver alguma pergunta deixe aqui nos comentários, pois eu responderei todas na medida do possível. 
Não quis fazer desse assunto um vídeo pois eu queria mesmo é saber quem iria chegar até aqui e ler tudo. Estamos bem acostumados a não ler as coisas e ter tudo pronto no Youtube! 

Super beijo
Carol Capel